Colunistas

08/05/2017 10:41 - Atualizado em 08/05/2017 10:41
Doenças de Outono: como prevenir?
Dr. Roberto Figueiredo

Com a chegada do Outono se iniciam os meses mais frios do ano e com eles existem características que justamente vão dar origem às chamadas "Doenças do Outono".  São elas:

1. Maior proximidade das pessoas;

2. Menor ventilação de locais (transportes públicos, casas, escritórios, etc);

3. Maior taxa de poluição ambiental;

4. Baixa umidade relativa do ar;

5. Temperaturas mais baixas;

6. Menos exercícios físicos.

Todos estes fatores tendem a aumentar os níveis de germes (patógenos) e diminuir a resistência física.

As principais doenças nesta época do ano podem ser divididas em quatro grupos:

1. Ocasionadas por ácaros (fezes minúsculas) - rinite, asma;

2. Fungos (bolores = mofos) - alergias, rinite, micoses;

3. Bactérias - pneumonia, sinusite, amigdalite, otite e outros “ites”;

4. Vírus - gripes e resfriados.

Para evitar essas doenças de outono, alguns procedimentos devem ser adotados, tais como:

1. Boa alimentação e muita água;

2. Fora de casa a umidade é muito bem aceita, pois diminui a poluição ambiental, já dentro de casa, a umidade é terrível. Níveis acima de 70% de umidade vão facilitar a produção de alimentos para ácaros (a poeira doméstica tem cerca de 80% de pele humana, esta umidade alta vai possibilitar uma farta alimentação para os ácaros e sua multiplicação). Como consequência, temos grande produção de bolotas de fezes que vão dar origem a asma e rinite. Evitar umidificadores ambientais, toalhas molhadas nos quartos e bacias com água. Ar condicionado é muito bem vindo, pois retira a umidade do ambiente;

3. Eliminar focos de bolores - água sanitária tem um excelente efeito contra bolores;

4. Casacos de lã e edredons guardados deveriam ter sido lavados, muito bem secos e mantidos em sacos de TNT (tecido não tecido). Se não foram mantidos desta forma, devem ser lavados antes do uso;

5. Evitar bichinhos de pelúcia, livros antigos ou qualquer coisa que poderia guardar poeira nos quartos;

6. Ar condicionado - embora seja indicado, não devemos nos esquecer de lavar os filtros, quinzenalmente;

7. Exercícios físicos adequados e orientados tendem a aumentar a resistência;

8. Vacinação contra gripe - sobretudo para grupos de risco.

Esses procedimentos não trabalhosos, mas que devem ser condicionados dentro de uma rotina, vão melhorar a qualidade de vida não somente sua, mas de todos ligados a você.

O biomédico, especializado em bacteriologia, Dr. Roberto Figueiredo, a cada mês, trata de um tema relacionado aos perigos microscópicos que se escondem no nosso cotidiano. Acesse também: Dr. Bactéria no Instagram - drbacteriaoficial

Dr. Bactéria
com Dr. Roberto Figueiredo
Comentários