Colunistas

07/03/2017 08:32 - Atualizado em 07/03/2017 08:32
Cuidados higiênicos em nossa casa
Dr. Roberto Figueiredo

Forma correta de armazenar alimentos na geladeira

A geladeira é o principal equipamento que temos em nossa cozinha. Antes de sua existência, as pessoas tinham como meio de aumentar a vida de alimentos perecíveis, a salga, a secagem ou cozimento em banha, o que ocasionavam alguns transtornos, além do risco de Doenças Veiculadas por Alimentos.

A geladeira é uma fábrica de vento gelado em que o ar entra em um compressor onde é resfriado e volta para a geladeira. Este ar frio é mais pesado do que o ar quente, então tende a descer, passando pelos alimentos e roubando o calor destes. Chegando nas partes mais baixas, ele já perdeu boa parte do frio e volta a subir entrando novamente no compressor. Logo, quanto mais perto do compressor (mais alto), mais frio será o ar. Portanto, devemos reservar as partes altas para os alimentos de maior perecibilidade. Prateleiras mais altas vão carnes e peixes crus. Abaixo delas, laticínios, sobras de alimentos, ovos, frios. Na parte mais abaixo, reservamos para frutas e hortaliças. Na porta, colocamos produtos de baixa perecibilidade como água, bebidas e temperos.

Forma correta de lavar louças

Pratos se tratam de peças, geralmente de forma circular e achatado, onde se serve e se come a comida. Podem ser produzidos de diversos materiais, louça ou vidro, metais como aço inox e prata, pedra sabão, entre outros.

Quando falamos de higienização e processos higiênicos temos que mencionar alguns pontos básicos:

Lavagem manual - trata-se da técnica de higienização usada para limpar e desinfetar pratos para mantê-los dentro das condições necessárias para evitar possíveis focos de contaminações (secundárias).

Processo: retire resíduos grosseiros de alimentos e imerja em água morna com detergente (neste caso, a quantidade é fundamental, pois um volume elevado de produto irá dificultar o enxágue e, subsequente, o aparecimento de manchas de produtos nos pratos). Esfregue com o auxílio de esponjas macias (não é indicado o uso de palhas de aço ou produtos cáusticos, pois podem comprometer a integridade dos materiais). Enxágue com água quente. Deixe escorrer em escorredores de prato (não se indica a secagem com panos de prato, tendo em vista o risco existente da contaminação pelos próprios panos). Guarde em local protegido.

Importante

Geralmente, retirar a sujeira dos pratos é fácil, difícil é retirar restos excessivos de detergente. Nunca jogue diretamente sobre a esponja o detergente concentrado, além de desperdício, vai dificultar o enxágue, além de facilitar a quebra por ficar muito escorregadio. Uma dica fácil é utilizar um frasco tipo bisnaga (destes tipos para catchup ou mostarda), adicionar uma colher de sopa de detergente (não mais que isso) e completar o volume com água. Usar esta mistura para molhar a esponja.

Importante também é nunca se esquecer de guardar os produtos de limpeza separados dos alimentos e protegidos das crianças e animais.

O biomédico, especializado em bacteriologia, Dr. Roberto Figueiredo, a cada mês, trata de um tema relacionado aos perigos microscópicos que se escondem no nosso cotidiano. Acesse também: Dr. Bactéria no Instagram - drbacteriaoficial

Dr. Bactéria
com Dr. Roberto Figueiredo
Comentários